3 dicas para você superar os seus pontos cegos ao apresentar em público

Você já teve a sensação, após receber um feedback, de que a pessoa só te comunicou algo para criticar?

Talvez seja a hora de rever a importância dos pontos trazidos por este colega e até mesmo, perceber que esta pessoa esteja mais preocupada com você – e com seu desenvolvimento – que as demais na audiência.

Na Janela de Johari (apresentada abaixo), de Joseph Luft e Harrington Ingham, o quadrante mais relevante dos quatro para uma apresentação é o chamado “Ponto Cego”. É neste quadrante em que os feedbacks que recebemos podem não fazer sentido para nós, já que “O Ponto Cego” abrange comportamentos que nós não conseguimos observar sobre nossas próprias ações, no entanto, estes comportamentos podem ser totalmente nítidos para as pessoas que nos assistem.

Lucas Silva, coautor deste artigo, concluiu recentemente sua graduação, e após sua apresentação de conclusão do curso, um dos professores da banca ressaltou que ele não conseguia ficar parado no palco e que isso muitas vezes roubava a atenção do público (o movimento chama a atenção imediatamente das pessoas), sendo que em alguns momentos o  que estava sendo passado no slide era muito importante.

Grafico_JanelaJohari
Esse comportamento não foi percebido por Lucas na hora da apresentação por nervosismo ou por outros fatores que não foram identificados no momento em que ocorriam, caso contrário, ele naturalmente teria ficado “mais quieto” quando quisesse intensificar o impacto dos dados de sua apresentação presentes no slide.Como podemos corrigir este tipo de comportamento para sua próxima apresentação?1- Gravar e rever sua apresentação Comentamos que “rever a apresentação” ou se “auto-assistir” é algo importante, já que ao ver sua apresentação, você se torna espectador dos seus pontos cegos. Nessa ação, é importante possuir um bom grau de autocrítica para perceber e, mais do que isso, querer mudar, voltando-se a atacar esses pontos de melhoria.2- Apresente para diferentes públicos

A adaptabilidade é uma das principais habilidades que permitiram a sobrevivência da espécie humana ao longo dos milênios, porém parece que esquecemos disto ao realizarmos nossas apresentações em público. Ao nos prepararmos para uma apresentação, temos que começar pela audiência, por quem estará presente na ocasião, qual o perfil comportamental destas pessoas, sua formação, idade, gênero, de onde vêm (logo, qual sua cultura dominante?), e acima de tudo, qual seu interesse em sua apresentação.  Adaptar seu estilo e até mesmo a mensagem de acordo com este público é fundamental para o sucesso de sua apresentação!

3- Ensaie repetidamente

Conhecer e confiar no que vai falar são dois dos fatores mais importantes para redução dos pontos cegos. Saber cada ato de sua apresentação aumentará o número de comportamentos seus na “arena” (o que tanto você quanto as demais pessoas sabem sobre seus comportamentos durante uma apresentação) e vai ampliar seu repertório para improviso, consequentemente agindo sobre seus “pontos cegos” anteriores. Ensaie repetidas vezes fazendo e utilizando todas as ferramentas que você aplicará na apresentação real.

Uma apresentação do Cirque de Soleil, por exemplo, é ensaiada cerca de 5 horas por dia, pois um erro, um ponto cego não identificado pode ser fatal a um artista.

João Furlan, coautor desse artigo, trabalhou como diretor comercial de uma empresa nas Filipinas (Sudeste Asiático) e durante este período, teve que realizar diversas apresentações de seus produtos para os empresários chineses que lideram as principais empresas naquele país. Porém, antes de sua primeira apresentação para estes, seu chefe propôs que ele ensaiasse diversas vezes, deixando um papel colado na parede “Rehearse! Rehearse! Rehearse!” (Ensaie! Ensaie! Ensaie!). Seguindo este conselho, João apresentou ao menos 10 vezes a seus colegas de empresa ou amigos chineses antes de ir a campo representando comercialmente a organização em que trabalhava.

Reaharse_Ensaie
Assim ele teve a oportunidade de melhorar, e muito(!), sua apresentação baseado nos feedbacks de seus companheiros antes de ir a campo.Portanto, para que sua apresentação o leve ao sucesso, ensaie, ensaie, ensaie… assista, assista, assista, valorizando os feedbacks e reconhecendo assim seus pontos cegos. Dessa forma, chegará cada vez mais próximo da perfeição!
*****Leve para sua empresa ou participe dos cursos da Enora baseado nas melhores práticas de liderança  e gestão do mundo todo!CURSO DE RELACIONAMENTO PESSOAL E FEEDBACKCURSO DE TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO